Curso de psicanálise e filosofia contemporânea.

Nas sociedades ocidentais a verdade passa a ser invisível, imutável, universal e necessária.

A opinião, as percepções e as imagens sensoriais passam a ser consideradas falsas.

Surge novo período: a mídia através de seus ancoras a ditar o que é certo ou errado e o que você tem que comer ou vestir.

Com o fundo de informação imediata e midiática os formadores de opinião vão manipulando e confundindo os pensamentos e trazendo um sentimento de insegurança, inconformismo que leva o sujeito a somatizações e desamparos deixando-os a toda sorte de afecções mentais.

O livro psicanálise e filosofia I e II vem propor a tomada de consciência e atitudes do homem perante as bolhas criadas pela imprensa e seus efeitos nefastos na sociedade e em seu psiquismo.

Esta é a ponte entre o mundo real e o psiquismo:

A sua questão-chave era: O que é ser? Concluiu que as coisas não são apenas a matéria de que consistem materialmente. Forma de um objeto, embora não seja algo material, é inerente a este objeto mundano, e não pode existir separadamente dele. A verdadeira essência de um objeto é a função que esse desempenha: “Se o olho fosse um ser vivo, a visão seria uma alma”. Com isso, rejeitamos as formas e dividimos os conceitos em:

 “De-que-isso-é-feito”

“0-que-de-fato-faz-ou-cria-isso”

“O-que-dá-a-isso-a-forma-pela-qual-é-identificado”

“Razão-última-para-tudo-isso”.

Estes conceitos tiram o ser humano para fora do prumo.

NEPP

  • Horário de atendimento
    De segunda a sexta de 9 às 18h
  • (51) 3224-5908
  • (31) 98926-0372
  • contato@nepp.com.br
  • 293 Visualizações
  • Copyright © 2017 NEPP – Núcleo de Estudos e Pesquisas em Psicanálise